quinta-feira, 29 de junho de 2017

I'm all yours - Parte 2

ūüĒě⚠️ Possui linguagem e cenas expl√≠citas ūüĒě⚠️

I'm all Yours - Parte 2

" Eu Preciso tanto de você "

------------


Desde a noite em que Jeon havia feito me sua e meu irmão avisado das consequências de minhas escolhas..eu já esperava que não seria prioridade na vida do mesmo..

Mas suas provoca√ß√Ķes pareciam nunca acabar.

Ele permitia manter seus olhos acima de mim,enquanto flertava descaradamente  com outras garotas,como se estivesse dizendo me sem palavras para mim assistir ao seu espet√°culo de gal√£ sedutor..

Infelizmente todos n√≥s somos obrigados a participar da aula de basquete como pontua√ß√Ķes extras na categoria esportes do boletim.

  Eu apenas permanecia sentava na bancada com uma express√£o de t√©dio..enquanto muitas meninas observavam com os olhos brilhando de desejos ,suas paix√Ķes na quadra de basquete em uniformes totalmente suados.

Mas eu sabia..que era 100% proposital quando Jeon levantava sua regata pretendendo enxugar o rosto molhado com o tecido branco,mostrando seu corpo como numa exibição artística para todos poderem ver enquanto mordia lentamente seus lábios,sua respiração acelerada pós mais um jogo.

Seus movimentos eram rápidos e ágeis,ele parecia driblar a bola como se seus dedos possuíssem algum tipo de imã..ah e aquele sorriso..

 O riso estampado em seus l√°bios ap√≥s acertar mais uma cesta trazia luz aos olhos,fazia meu cora√ß√£o derreter se como marshmallow em chocolate quente..t√£o d√≥cil. 

 E l√° estava meu ponto fraco correndo pela enorme quadra,colocando o tecido de sua blusa para cima pela mil√©sima vez..piscando seus olhos em minha dire√ß√£o ao perceber que eu observava de longe cada pequeno movimento seu.

Virei meu rosto para o lado fingindo não notar sua ação..era difícil ter de admitir a mim mesma o quanto Jungkook conseguia seduzir me de forma fácil,fazendo quase nada.

Voltei meus olhos novamente para a minha frente,mas ele continuava a encarar me com um sorriso divertido,de quem sabe exatamente o que fazer para me ter em suas m√£os.


Ele andou mais alguns passos indo em direção aos seus pertences,onde com uma toalha preta enxugou seus fios molhados colocando os para trás.

As linhas de seu rosto ficavam ainda mais vis√≠veis quando  seus cabelos eram postos em outra posi√ß√£o,aquela cena tirou me o f√īlego.

Sua beleza era inacreditável,aos meus olhos era difícil não cair aos encantos daquele ser..nem que fosse pelo menos uma vez na vida.


O celular posto em meu bolso,vibrou repentinamente.


   J.K      " Ao inv√©s de tentar devorar me com os olhos..porque n√£o me deixa te devorar por inteira de verdade meu doce? "


Agora também sentado na bancada,ele girou sua cabeça rapidamente para trás..mirando me com um riso safado.


J.   " S√≥ vou lhe dizer uma coisa Jeon Jungkook..pare de brincar comigo..voc√™ j√° n√£o conseguiu seu pr√™mio tirando minha virgindade? " 


J.K   " O problema √© que sua virgindade n√£o √© o suficiente..eu quero voc√™..eu quero te foder todas as noites..quero ouvir sua voz gemendo meu nome,muitas vezes. " 


Oh céus..era apenas uma mensagen,palavras maliciosas escritas lado a lado..letras.

Ele conseguiu ter me arrepiada de cima a baixa,sem ao menos ter tocado minha pele.


J.  " A segunda rodada do jogo logo ir√° come√ßar..concentre se meu querido. 
N√£o pense tanto em como me foder..afinal,h√° tantas garotas nesse lugar. 
Veja só,o que acha daquela loira vindo em sua direção..hm? "


Tentei jogar seu jogo,mas eu n√£o conseguia..se eu tentasse lhe provocar,receberia o troco em dobro.

Pois ele realmente deixou seu celular de lado para observar a loira que se sentava pr√≥ximo a ti. 

Droga..eu conhecia ela. 
Não sabia da relação de ambos, mas tinha conhecimento de que aquela menina não era qualquer uma,nem somente uma colega de Jeon.

O sorriso da mesma era doce..sua pele bronzeada e seus olhos pequenos e escuros a deixavam totalmente atraente.

T√£o fofa e delicada,seus longos fios loiros presos em duas tran√ßas a faziam parecer uma princesa em uniforme esportivo. 

A maneira de Jeon conversar com a garota era diferente..n√£o era um olhar malicioso,nem coberto de segundas inten√ß√Ķes.

Ele acariciava a m√£o da menina de forma carinhosa,sem mais tentar tocar outras partes de seu corpo.

Sorria constantemente ao trocar palavras com ela,sem deixar de abrir um largo sorriso por um segundo se quer.

Voc√™ queria me provocar? ou ela..seria realmente algu√©m importante? 

Resolvi apenas pegar minha bolsa e ir para longe  daquele lugar.

Senti algo perseguindo me pelos corredores,mas simplesmente ignorei 
dando passos rápidos até o pátio.

Queria ficar sozinha.


           — Senhora Julia! a aula ainda n√£o chegou ao fim! se n√£o quer repetir por educa√ß√£o f√≠sica,trate de voltar a quadra j√°.


Virei para trás ao constatar uma das professoras chamando a minha atenção..senti o sangue subir.

Eu odiei a por todo o tempo em que a mesma deu me aula,mas mesmo sendo sua ex aluna..ela persistia em observar meus movimentos,na inten√ß√£o de dar me serm√Ķes assim que poss√≠vel. 


            — Eu n√£o sou sua aluna mais..porque est√° me dando serm√Ķes?


             — Me respeite ou a farei limpar toda aquela quadra!


            — Prefiro limpar a escola inteira do que lhe dar respeito..algo que voc√™ nunca teve comigo. 


Dito e feito.
Ap√≥s o √ļltimo jogo acabar,deram me vassouras,panos,produtos e um balde de √°gua.

Meus braços e pernas pesavam ao ter de passar rodo e pano molhado por todo aquele enorme ambiente.

Ao final minhas mãos estavam quentes e formigando,o corpo dolorido e suado..naquele calor de julho..tudo que eu desejava era retirar o mal odor e cansaço.

Com toda a escola vazia,decidi ir até o vestiário onde possuíam chuveiros que somente atletas do time de esportes da escola eram permitidos usar..mas que mal faria não é?

Faltavam mais de 2 horas para os alunos do segundo turno chegarem,os professores estariam em descanso ou planejando aulas e vestu√°rio obviamente n√£o teria c√Ęmeras.

Com este pensamento larguei minha bolsa em alguma cadeira aleatória,retirei os sapatos e meia antes de adentrar o piso mole,enquanto peguei uma das toalhas brancas do armário.

Eis que me deparo com uma toalha preta bordada com nome caída no chão..continha o perfume que Jeon costumava usar.

Sentir seu aroma perto,fez me sentir sua falta no mesmo instante e meu corpo implorar para te-lo perto o mais rápido possível.

Acaricie o tecido preto como se aquilo fosse fazer meus dedos sentirem sua pele macia..mesmo sabendo que uma simples toalha n√£o chegaria perto de sentir seu toque real.

Suspirei.

Como eu conseguia sentir falta de alguém que só pensava em me foder?

 

             — O que faz aqui? sentiu tanto a minha falta que foi procurar por objetos meus?



              — Jeon ?!


Joguei a toalha em sua direção,.


               — Eu s√≥ queria tomar um banho porque me obrigaram a limpar toda aquela quadra sozinha..estou suada e nojenta..


                — Fiquei sabendo..bem ousada n√£o? (risos) depois de enfrentar a pior professora desta escola agora resolve invadir o vesti√°rio dos atletas? E..bem aonde eu sempre uso?



                 — E-eu n√£o fazia ideia de que aqui √© onde voc√™ usa..mas j√° que n√£o posso ao menos tomar um banho em paz,vou embora desse jeito mesmo. 


                  — N√£o tenha pressa..eu vim apenas buscar minha toalha,mas j√° que est√° aqui..n√£o me importaria de entrar neste chuveiro junto com voc√™..


Jeon dera apenas alguns passos próximos a mim,mas eu já conseguia sentir meu coração explodir com tantos sentimentos e meu corpo esquentar se mais ainda..

Mas n√£o..eu n√£o podia deixar ser usada pelo mesmo mais uma vez.

Dei passos r√°pidos at√© a porta do vesti√°rio,mas com minhas pernas doloridas,acabei  sendo socorrida por Jeon que me impediu de cair.



             — Porque est√° a semana inteira fugindo de mim? N√£o tente mais fazer isso..


Como quem possuía sede em ter me para si,Jeon depositou seus lábios ao meus depressa consumindo me rapidamente,logo senti sua língua dominar minha boca.

Aquela sensação viciosa invadiu me ferozmente,logo mesmo tentando lutar contra esta sentimento..já não conseguia afastar seu beijo.


             — Eu senti tanta falta disso ..n√£o tente mais fugir de mim. 


Suas mãos desceram até as minhas coxas,onde ele fez me entrelaçar minhas pernas em sua cintura.

Logo fui carregada at√© o chuveiro..onde mesmo  ainda vestidos..senti a √°gua  gelada molhar nossos corpo ofegantes.


             — Porque est√° fazendo isso comigo Jeon? ..voc√™ sabe do poder que tem sobre mim,e usa isso para voc√™..pare de me usar. 


              — N√£o me diga isso,eu preciso tanto de voc√™.. 


Com suas m√£os apoiadas em minha cintura,o senti agachar de joelhos enquanto sem pressa alguma puxou para baixou meu short j√° ensopado pela √°gua corrente do chuveiro..deixando me  somente de calcinha e camiseta.

Suas roupas foram de encontro ao chão de azulejo,suspirei de desejo ao vê-lo somente com a parte debaixo de seu uniforme esportivo.

Seus fios molhados antes colados na testa,foram postos para trás enquanto ele arrancou também sua bermuda,tendo agora somente sua roupa íntima impedindo me de ter a visão de seu corpo nu por inteiro.

Engoli em seco quando seus passos fizeram o espaço entre nós diminuir cada vez mais.

Senti no coração batidas intensas,ele repentinamente virou me de costas para si..seus dedos massagearam lentamente minha intimidade enquanto seu volume grudado em meu traseiro crescia gradativamente.


               — Voc√™ consegue sentir? ..meu corpo pedindo  por voc√™?


Seu sussurro ecoou em meus ouvidos junto do som da √°gua escorrendo por nossas silhuetas.

Seu rosto escorou se próximo ao meu pescoço,podia escuta-lo arfar enquanto aumentava o movimento de sua mão sobre meu sexo..arrancando de minha boca gemidos no qual eu já não conseguia conter.

Ao decorrer de seus dedos movimentarem se cada vez mais lentamente por cima de minha roupa √≠ntima,ele escorregou por minhas pernas a √ļltima pe√ßa que cobria minha vagina..deixando cair no piso do chuveiro a calcinha vermelha.

Com certa presa,retirei meu suti√£ junto de minha camiseta..agora totalmente sem roupas para o mesmo.


                — N√£o tenha tanta pressa meu bem..eu quero te ter em meus bra√ßos o maior tempo poss√≠vel.


Sorri com suas doces palavras,depositando um selar molhado por sua boca.

Eu estava mesmo magoada com ele a poucos instantes atr√°s? Droga.


                 — Jeon..estamos com todas as nossas roupas encharcadas,quase transando no vesti√°rio dos atletas com o risco de algu√©m chegar aqui..como n√£o ter pressa?


                 — Se esse √© o problema..posso resolver no mesmo instante. (risos)


Ele desligou o chuveiro,colocando nossas roupas molhadas em um saquinho e tacando o dentro de seu arm√°rio.

Entregando me rapidamente uma toalha.

               — Se precisarmos de nosso uniforme?


                — Dane-se essas roupas,eu quero voc√™..agora. Se for preciso falto amanh√£ para ter voc√™.


Enxugamos nos rapidamente enquanto ele vestiu algo aleatório que havia de reserva em seu armário..apenas enrolada na toalha,questionei se teria de sair na rua apenas de toalha.



               — Vista minha cueca e essa camiseta por enquanto..n√£o tenho outra coisa.


Corei ao estar vestindo somente sua enorme regata..a peça tornava se como um vestido curto em meu corpo.

O olhar nada casto de Jeon ao ver me em sua vestimenta,arrepiou me dos p√©s √† cabe√ßa. 


               — Voc√™ fica t√£o gostosa assim,babe.


Suas mãos repentinamente puxaram me por minha cintura,ele empurrou me contra um armário enquanto seus lábios encontraram os meus em urgência.


                — J-Jeon..h√° pessoas chegando..


                 — Shh..abaixe-se.


Agachamos nos próximos ao armário a nossa trás.

Meu coração batia forte conforme duas vozes masculinas se ecoavam pelo ambiente cada vez mais..o que seria de mim se pagassem nós com estas roupas no vestiário masculino?

Entrelacei minha m√£o as de Jeon,j√° suadas de nervosismo.


              — Vou contar at√© 3..no tr√™s a gente corre at√© a sa√≠da..ok?


1..2..3..

Nunca havia corrido tanto em minha vida..n√£o havia certificado me se tais alunos viram meu rosto,mas em pouco instantes est√°vamos ambos dentro do carro de Jeon,ofegantes ap√≥s tanto correr. 


               — S√£o alunos de outra sala..n√£o conhecem voc√™ e quase nunca viram meu rosto..vai ficar tudo bem. 


                 — So voc√™ mesmo para me fazer passar por isso senhor Jeon.


                 — E vai me dizer que n√£o foi divertido quase transar no chuveiro do vesti√°rio e depois sair correndo pra n√£o sermos pegos? (risos) 


                  — Hmm..√©,talvez um pouco. (risos)


  Apenas sorrimos em coro...entrela√ßamos  nossas m√£os enquanto Jeon deu partida em seu ve√≠culo.


                  — Para onde estamos indo?


                 — N√£o vai ser muito legal fazermos sexo no estacionamento da escola (risos) 


Nenhum coment√°rio:

Postar um coment√°rio