segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

5 da manhã.

Ah mas se tudo fosse como meu coração deseja..eu poderia simplesmente fugir de tudo que faz me derramar lágrimas, e de malas prontas viajar por outro país,como algo tão fácil de se fazer?

Meu vazio eu não consigo compreender,as 5 da manhã de uma segunda,meus olhos contemplam o quarto escuro e os ouvidos são preenchidos pelo vento forte de uma noite fria.

Em meus cílios inferiores há gotículas de lágrimas,eu acabei de ver dois capítulos daquela novela romântica..
 sabia que não deveria ter começado com isto,mas era simplesmente um convite irresistível quando tenho o dia seguinte livre inteiro...só que como o esperado,foi  uma má ideia.

Meu coração dói mais uma vez por coisas tão bobas,tenho inveja daquela personagem feminina.

Posso ser tão bonita quanto ela,mas minhas magoas não se resolvem como as dela.

A mesma teve que fingir estar tudo bem quando no fundo estava aos pedaços e cacos,passou por madrugadas em vão acordada e na manhã seguinte fingia seguir sua rotina...

mas aos apuros em sua vida aparece alguém que poderia lhe oferecer um aconchego de braços abertos,um ser que pode bater na porta de seu quarto a meia noite,oferecendo uma taça de vinho junto de uma ótima companhia e um sorriso irresistível.

Ah estou tão exausta de partir meu coração tantas vezes,na vida real eu iria ao bar sozinha ou na companhia de algumas amigas em um final de semana  ..eu sorriria e iria fingir estar tudo bem,dançaria algumas musicas de ritmos rápidos e talvez  compraria  um pouco de álcool,ninguém interessante a mais aparecia a não ser homens estranhos e desinteressantes...

Quem sabe eu encontrasse uma daquelas minhas paixões antigas nessa encontros e desencontros,mas sei que ele apenas me ignoraria como sempre,ou diria  um "oi" sem graça...depois eu teria de voltar a pé para casa às 7 da manhã.

Mas ao estar de banho tomado e na cama novamente,teria vontade de jogar tudo para o alto pois nada disto faria me esquecer quem eu deveria...como repeti inúmeras vezes.

Não quero ser mal agradecida com tantos planos a frente,conforto, e passar me apenas pela adolescente boba que perde tempo com amores platônicos...sabe? 

Fora somente um desabafo,de meus sentirmos inúteis estou enjoada..eu só queria alguém comigo as 5:30 da manhã de um dia qualquer,afagando meus fios recém pintados de castanho escuro,que olhasse no fundo de  meus olhos com sinceridade e sorrisse...como quem deseja descobrir todas as minhas partes.

Fecho os meus olhos.

Poderíamos estar em uma madrugada no meio da cidade,no último andar de um enorme prédio...talvez simplesmente sentados em uma calçada.

Iríamos questionar sobre os sentimentos humanos ou juntos observar o quão grande são as possibilidades nesse planeta  com bilhões de pessoas..nossos lábios tocariam se lentamente,sem pressa alguma pois ainda seria uma noite de sexta-feria.

Poderíamos compartilhar nossos sonhos,quem sabe uma viagem juntos 
para um estado próximo ou fora do país..de ricos teríamos  somente nossos corações,mas o enorme  desejo de descobrir  o mundo juntos era recíproco.

Quando abro os meus olhos continuo no mesmo quarto de sempre,meu irmão dorme na cama ao lado e prepara-se para mais um dia de escola,enquanto sua irmã aqui escreve palavras fúteis nas notas do celular...

A realidade não funciona dessa maneira,cansei de sentir demais por quem nada sente,parece tão difícil achar quem queira saber meu sabor preferido de sorvete.

Quem sabe se eu fosse tão bonita quanto aquela garota,ou cheia de assuntos e charmes como ela,eu teria suspirado menos vezes de desgosto,talvez não teria me perguntado tantas vezes porque nunca da certo..

Meus olhos estão úmidos
 novamente.
..No quinto capítulo daquela novela,os personagens principais trocam um beijo molhado,com as roupas encharcadas da água de um rio cristalino abaixo de uma caverna.  

Ele contou a ela todos os seus segredos e inseguranças  que ninguém mais sabe,e ela fez o mesmo..eles sorriam em coro.

O mesmo olhou aquele rio ao lado de ambos,desafiando a ela que pulasse ali..a moça de cabelos castanhos e olhos puxados disse que nunca foi muito fã de "águas"

O homem lhe afirmou que a vida era curta demais para não tentar coisas novas..assim como ela havia o aconselhado quando ele contou de suas inseguranças.

Eles pularam juntos,e segundos depois...seus corpos encontravam-se colados,as mãos dele puxaram a para um lento beijo ..enquanto ela passeou seus dedos aos fios molhados dele.

Porque meus olhos estavam juntos encharcados eu não sabia dizer ao exato..talvez no fundo por mais que eu fizesse o máximo para mudar,continuo a mesma garota boba que sonha com cenas clichês de novelas.

Mas tudo bem.

Neste enorme lugar eu quero sorrir em excesso e derramar amor próprio,pegar um avião com as amigas e aventurar me incansavelmente..
descobrir o que meus olhos ainda não viram de perto,dançar sem parar nos melhores festivais..até que um dia a vida me mostre que meu jeito tão cheia de fantasias,e as milésimas noites mal dormidas por conta de acasos não recíprocos..não são em vão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário