domingo, 27 de julho de 2014

O último desejo / Parte 2


Eles conversam a noite toda,conhecendo mais sobre um ao outro.

  - Sempre idealizei uma pessoa legal,que gostasse de mim,simplesmente como sou.

  - Tenho certeza que não será difícil encontrar alguém,apenas do jeito que é.

Disse ele,segurando as mãos dela.

" Nos encontramos pela primeira vez há algumas horas,ainda é um completo estranho ,mas nunca senti  um " ar " tão  caloroso assim.
Ao contrário de outros,ele realmente queria saber sobre mim. "

" Trocamos telefones,descobri que ele estudaria no mesmo curso em que estaria,passamos a sair mais vezes.
Estava totalmente feliz,parecia irreal poder acordar todos os dias com um cara fazendo comidas,enchendo me de beijos intensos,mostrando que eu era sua,e única. "

" Pliiiimmmmm " fez o despertador do celular,e eu acordei no mesmo restaurante de antes,com um recado.

" Acorde,o sonho acabou. Sua vida amorosa não pode ser perfeita como em ficções,mas tenha paciência,viva bem,corra atrás de seus objetivos e logo terá a pessoa certa. "

sábado, 26 de julho de 2014

O último desejo / Parte 1




Era novamente uma daquelas noites comuns,tranquilas mas solitárias ,em que num restaurante sentada ela apreciava seu prato preferido,risoto de camarões ao queijo.
  A combinação de maciez do queijo com a textura crocante do camarão se espalhando pela sua boca soavam como o paraíso para ela.
Cada colher representava a si,um pedaço do tesouro premiado,um prazer, de álcool mais o doce da uva originado do vinho.
 A verdade,ela era uma daquelas mulheres que gostam de sonhar com o dia que encontrara um par perfeito para o  coração,e apesar de amar comidas,esse amor era algo para substituir o desejo em ter alguém.
  Como sempre,pediu a xícara de café,e abriu seu livro de romance.

" Esta não é uma história qualquer. Faça 3 pedidos  e irá ver-los tornar se realidade instantaneamente."

Mesmo não acreditando muito,resolveu tentar. 

  - Desejo 1 sorvete tamanho grande e uma nova bolsa. 

Imediatamente apareceram na mesa.
  Então,assustada e admirada ao mesmo tempo,fez seu  último pedido restante. 

  - Quero ser a protagonista de um romance escrito. 

Ao perceber que nada havida mudado em volta,decepcionada resolve voltar para casa.

  - Sempre assim mesmo,em minha vida não existem homens da maneira em que sonho..

Quando arrumava seus pertences e pedia a conta..

  - Senhorita,posso me sentar junto?

Ela abre um grande simpático sorriso.

  - A vontade!


..*continua*





  

sábado, 19 de julho de 2014

Escrito nas estrelas.


Voltava da escola em uma tarde qualquer, e dessa  vez escolhera o caminho mais longo que passava por pequenas florestas,talvez para refletir um pouco sobre a vida.
A hora do sol ceder seu lugar a lua se aproximava,deixando o céu num tom amarelado.
Por alguns instantes de uma canção romântica transmitida pelo fone,lembrei de momentos bons como meu primeiro beijo,e desejei viver aquela doce adrenalina novamente,mas sabia que tudo havia virado passado,então pedi aos céus uma nova história,assim como fazia todo os dias.
  Do Lado um vento refrescante e minhas músicas prediletas,eu passava entre  altas árvores e algumas ruas repletas de ciclistas ou estudantes rumo a suas casas..quanto mais prosseguia,a neblina parecia dominar  a atmosfera,e a presença de plantas aumentava..brilhos dourados,pó rosado vieram sobre meus olhos de repente.
Pensei estar enxergando errado,mas tudo era verdadeiro.
Então um garoto alto,charmoso,que usava roupas inteiramentes pretas surgiu em minha frente..

  - Venha comigo,vou lhe mostrar o meu mundo..

  - Quem é você? Me solta!

Minha tentativa de fuga falhou,e quando percebi estávamos em algum ambiente totalmente diferente,cercado quase que inteiramente por tulipas vermelhas,borboletas voavam por todo lado, e pessoas...flutuando?

  - Sou um Extraterrestre que vive há mais de 400 anos,procuro você já faz muito tempo.

  - Aliens não existem,e isso tudo deve ser um engano,porque estaria atrás exatamente de mim?

  - É a mesma mulher que vi em diversas vidas,salvei muitas vezes,e a única que senti algo por todos esses anos.

  - Ainda não acredito,estou sonhando?
Mas mesmo que tudo seja verdade.. sou de outra encarnação,não sei tudo oque vivemos ou sentimos. 
Além disso,eu pedi aos céus alguém normal,não um ete!


  - Nossos destinos já estão escritos juntos,sempre..

Me puxou para seus braços,roubando um beijo lentamente de meus lábios..

De uma hora inesperada,voltei a minha consciência e lá estava eu,sonolenta na sala de aula,com minha colega de classe chagualhando-me.

  - Ei,melhor acordar Nina,a aula irá começar e vão  apresentar o novo aluno,boatos de que ele é muito bonito!

A professora chegou com um garoto,lhe apresentando. Quando  virou em nossa direção... 
Era ele,o Alien dos meus sonhos.










sexta-feira, 11 de julho de 2014

Filosofia da felicidade.


Jovem demais eu sou para dizer algo,ensinar lições,mas dessa maneira assim ficaria feliz em compartilhar um pouco de meu aprendizado.
Mesmo sendo clichê,umas das verdades nessa vida seria que o importante de verdade é com quem passamos nosso tempo juntos.
Apesar do fim aparentar estar longe demais,todo minuto é algo bem precioso,e cada vez que os ponteiros do relógio se movem estamos perdendo a opurtunidade de fazer valer a pena viver aqui,ao lado das pessoas importantes para nos.
  Infelizmente muitos só percebem após ser tarde demais,quando alguém especial se parte levando um pedaço de nossos corações,por exemplo.
Não seja um deles e valorize enquanto pode,
Acho que usamos demais as horas naqueles que nada de bom nos acrescenta.
Acredito que essa é um dos princípios para a felicidade.


quinta-feira, 3 de julho de 2014

Apaixonada.



Acordei inconsciente dentro de um carro sem meu controle.
O desespero tomou conta quando o penhasco ficava próximo,e o freio não funcionava.
  Gritava alto em forma de perdir ajuda,mas ninguém aparecia,o fim de minha vida parecia chegar enquanto a estrada acabava,fechei meus olhos para um " Adeus " provável..
    Uma luz fez com que eu abrisse os olhos ,mas eu estava sendo carregada nos braços dele em algum lugar diferente.
Em volta as pétalas das cerejeiras caiam sobre o chão,som das águas correntes no rio vinham aos meus ouvidos,a luz do sol trazia o ar da manhã,e o calor proveniente dele me fazia sentir se confortável e protegida.
Quando chegamos a uma casa,ele gentilmente me pôs no sofá,lentamente beijou me,pegou minhas mãos,e olhou para mim.


  - Você esta bem amor?

  - Corta! Ótimo trabalho pessoal,vamos fazer uma pausa agora.

Havia esquecido completamente daquilo tudo  ser uma encenação,talvez ele fizera apenas seu trabalho,e eu também. Mas sei que meus sentimentos eram verdadeiros,e eu era apaixonada por ele desde nossa primeira vez juntos no cenário.

- Ei! Vamos almoçar naquele lugar de sempre?

E ele me conquista mais a cada dia que se vai.