terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O único.

Desde pequena aprendi que o amor é uma coisa complicada,e que muitas vezes não dura.
Vivi a vida nesse dilema,até conhecer você: minha única exceção.
O único que me fez sorrir de verdade,e olhar o mundo com outros olhos.
Você me levou para um novo caminho,e agora estou a ponto de acreditar,que podemos viver o "eternamente".

Inspirado em: "The only exeption" de Paramore






Tentando me conquistar? / Final

- Você não merece essa chance

Eu não quero repetir aquele processo de me apegar e depois sofrer as consequencias.

Ele pega as minhas mãos.

- Não vou te decepcionar.

- No final eu sei que vai.

- Pare de tentar ser fria.

- Essa frieza já me protejeu de muitas coisas.

Eu solto suas mãos,voltando para o quarto, e sem querer,sinto aquela vontade de sentir seu calor novamente.

Horas depois,já a noite,acordo de um sono profundo,e lá estava ele...beijando a vizinha?

- Eu sabia!

Na verdade nem me surpreendi.Sabia que ele era desse tipo.

- Ela me beijou a força!

- Odeio mentiras.

- Achei que estava dormindo (vizinha)

- Não se preocupe,fiquem a vontade,vou para a casa do meu amigo.

- Vou atrás dela.

- Táxi!

- Espere!,eu estava falando a verdade!

- Não importa!

Chegando lá,eu vejo um bilhete em sua porta:

- "Talvez algum dia você poderia voltar aqui,então resolvi deixar um recado.
Gosto muito de você,e não aguentaria ver você com outro cara,principalmente com aquele.( você sabe ).
Decidi por isso me mudar e começar uma vida nova.
Se mudar de ídeia,ou quiser conversar comigo,deixei o endereço aqui.
Abraços"

- Meu porto seguro se foi. Acho que estou sozinha agora (..)

- Você não está!

Ele me puxou para perto me abraçando.
Eu estava tão carente e triste ao mesmo tempo,que não resisti em ficar aos seus braços.

- Vou te consolar quando precisar. Vou estar ao seu lado,acredite.

- Não aproveite meu momento de fraqueza para fazer promessas

- Eu nunca insisto tanto em pessoas que não valem a pena.

- Você me têm como se eu fosse um troféu.

- O mais precioso,que eu vou cuidar todos os dias.

Agora não tinha mais jeito.Eu caí de verdade em suas promessas.
Não sei se seremos "felizes para sempre"
Ou "eu juro não te deixar".
Mais ele me conquistou,me deixa feliz e provou para mim que nem todos os homens são iguais.





sábado, 23 de fevereiro de 2013

Tentando me conquistar? / Parte 8

- Também existem mulheres assim.

- Nem todas. E eu não sou dessa maneira.

- Mas me dê ao menos uma chance,de te ter.

- Você nem sabe oque sente direito,e nós nem nos conhecemos tanto.

- Podemos saber mais um sobre o outro.

- Não,obrigada.

Ela não se arrisca,tem uma insegurança,e medo de se machucar,e magoar.

Ele é insistente demais. Dono de uma auto estima exagerada e egoísta.


Fui ao mercado para "abastecer o estoque" de casa,e quando voltei,encontrei rosas vermelhas e uma caixa de chocolate,do tipo caro.

- Atrasado de "Valentines Day". Mas ainda vale.

- Agradeço. Mas não pense que me conquistou.

Percebi a felicidade estampada no rosto dela,apesar de tentar esconder.
Ela é daquele tipo de mulher que sonha com cenas românticas,e com o cara que vai tirar o casaco e dar para ela em dias frios.Mas cansou de tanto se iludir e ninguém assim aparecer.

Na verdade fiquei muito feliz mesmo,só prefiro não demonstrar,é perigoso ele pensar que já me enganou.

- Se me deixar te conhecer mais,prometo provar que sou diferente de outros caras.






sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Tentando me conquistar? / Parte 6

Meus pais vão viajar por 1 semana,então eu não pude ir.E agora estou na casa do meu amigo,que apesar de tudo me acolheu com aquele carinho.

- Veja bem a sua situação!Aquele homem fez ate com que você saisse de casa.

- A decisão foi minha, não dele.

- Mas ele está te influenciando.

- Talvez um pouco.

- Fique aqui,vou fazer você esquece-lo

-Obrigada por tudo,mas não posso.

Sai imediatamente. Não queria magoa-lo,nem um pouco mesmo.Gosto muito dele,mas nada mais que uma amizade especial.

Como eu imaginava,ele estava lá,sentado,como se estivesse esperando a minha chegada,para começar
com os seus joguinhos de conquista.

- Voltou mais rápido do que eu pensei.

- Não foi por você. Então,saia daqui,e deixe eu seguir com a minha vida.

- Me mudei para cá,você não tem mais o direito de me expulsar.

- Pois então vá para a sua casa.

- Tenho que morar com você até a "vizinha" terminar a mudança.

- Você não pode simplesmente invadir meu apartamento!,espere na sua antiga casa.

- Já vendi. E eu sei,que o seu apartamento é o único com quarto hospede vazio e separado.

- Vou conversar com ela!

- Tempo perdido,já conbinei tudo com ela

Para começar,eu nem sei porque ele quer se mudar para cá,so sei que fiquei sem opções.











segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Tentando me conquistar? / Parte 5


Nem a conhecia direito,mas eu estava disposto a fazer com que ela olhasse mais para mim de alguma forma.

Não há nada,eu não sinto nada.Isso  é  apenas um jogo de conquista.

Eu andava "de um lado para o outro" feito um cara louco,dentro do meu quarto.
Oque fazer?,oque estou sentindo?

Ele não gosta de mim,quer apenas me conquistar por causa da minha aparencia.
Vou embora,vou me mudar dessa cidade,antes que eu me machuque de novo como da outra vez.
Homens são todos iguais.

Acordei  de malas prontas,e decidida a voltar daqui a algum tempo. Até lá ele me esquece.
Vou viajar para a casa dos meus pais,pessoas que realmente merecem o meu amor.
Sai e ele estava em pe,como se estivesse me esperando.
Mas eu duvido.
Fiz questão de passar em sua frente,com minhas malas,ignorando-o

- Onde pensa que esta indo?

- Indo embora.

- Eu vou junto.

- Pare de brincar comigo.

Ele me segurou,como se estivesse implorando para ficar.Empurrei-o para trás,seguindo em frente.
Sei que ele não vai me impedir,pois dentro de si não há nada mais que a sua vontade de me ter,e depois que  conquistar,"me jogar fora".

Não posso impedi-la.Pois não sei  se oque sinto por ela é real.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Tentando me conquistar?/ Parte 4

OBS : -- : Mulher
- : Homen


- Ela disse homens bonitos?
Em momento nenhum eu disse que você é feia.

-- E em momento nenhum eu disse que a sua opinião é importante.

Parei Aqui. Ela se virou e foi embora como quem realmente não se importasse,mas isso é oque vamos ver.

Ser fria não era oque eu queria.Para ser sincera aquela frase me fez sentir mais
bonita.Mesmo assim preferi demonstrar que aquilo não significava nada.

: Subindo as escadas.. E lá encontro ele.
Na minha porta?

-- Creio que errou de porta.

- Você desafiou o cara errado.

-- Eu nunca te desafiei,só disse a verdade.

- Não vou sair daqui enquanto não me pedir desculpas.

-- Desculpa por dizer oque eu penso?

- Pedir Desculpa por ter trocado uma palavra de agradecimento por outra frase
de grosseria.

-- Fique em minha porta o quanto quiser.
O corpo humano não suporta ficar no frio por muito tempo.

Passou se 1 hora e ele continuava em pé,do mesmo jeito que chegou.
Eu já estava ficando exausta.
Eu olhava para ele,e ele retribuia com outro olhar.
Ficamos como dois bobos olhando um para o outro,como um casal jovem apaixonado.

Como ela,eu já não estava conseguindo resistir ao frio.
Nem para ouvir a palavra "desculpa"
Eu estava ali mais,talvez para poder admira- la de mais perto.

Ele tira sua jaqueta e coloca em meus ombros.

- Sei que está com muito frio.

-- E você também.

- Não pense que desisti,vou continuar.

-- Desculpa.. pronto.

- Não o suficiente.

-- Oque mais deseja de mim?!

- Algo a mais.

Ele entrelaça seus dedos em meus cabelos,e beija meu rosto com delicadeza.

Tenho que ir. Não posso fazer mais do que isso,não posso me envolver.





sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Tentando me conquistar?/Parte 3

OBS: -- : Mulher
- : Homem

Trying to get me? / Part 3

- Queda,paixão,amor a primeira vista ou atração?
Não sei oque sinto ainda. Só sei que eu estou aqui,como um tolo; esperando ela sair de seu apartamento.

-- De novo,ele está lá fora,e surgi dentro
da minha cabeça a ilusão de que ele está me esperando.
Meu amigo está aqui do meu lado tomando café da manhã,vou acompanha-lo ate a sua casa.

- Ela abriu a porta -- Ao seu lado o homem de ontem a noite.
Vou finjir não ve -los passando em minha frente. Não gosto de imaginar que ela esteve a noite inteira com outro homem.

-- Não me viu. Provavelmente veio visitar a garota minha vizinha.
Além de ter um homen desses em sua casa ainda gosta de deixa-lo esperando,garotas com pensamentos infantil.

-- Não vale a pena voltar para casa agora e ter que passar pela porta da vizinha.
Vou ir para o shopping e comprar chocolate de " Valentine's Day "
Para mim mesma,comer e ser feliz.

- Sera que devo comprar um chocolate e deixar em sua porta?
Não,não posso. Não sou o seu namorado e nem nada mais.

- Encontro ela saindo do shopping,com um caixa de chocolate
e uma expressão em seu rosto de quem está carente,entre tantos casais comprando seus presentes.
E sem querer,começo a acompanhar seus passos,e segui-la.

-- Quase chegando em casa,e passando por um parque,começo a ouvir passos como se alguem tivesse me seguindo.
Penso estar sonhando,mas os passos parecem ser bem reais.

- Ela olhou para trás com um olhar curioso deixando obvio que queria saber porque eu estava seguindo a.

- Pego o meu celular,agindo como ator eu ligo para a minha (falsa) namorada dizendo que estou a caminho para nosso jantar romantico para comemorar o dia dos namorados.

-- Não precisa demonstrar. Eu sei que você não está me seguindo,e nem teria motivos para isso,pois não tenho uma aparência tão boa a ponto de terem homens bonitos me seguindo.

-- continua --